5 de dezembro de 2009

A Fábula do Porco Espinho

Durante a era glacial muitos animais morriam por causa do frio.
Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam uns
os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por isso decidiram se afastar uns dos outros e voltaram a morrer congelados, então pecisavam fazer uma escolha:
Ou desapareceriam da terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.
Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.
E assim sobreviveram.
Moral da História:
O melhor do relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar suas qualidades.

5 comentários:

Nile e Richard disse...

Oi coração.
Linda fábula.

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!
O melhor presente
è a alegria do teu sorriso
O poder do teu amor
A sinceridade do teu carinho
Enfim a tua amizade.
Bom domingo para voce.
bjtos.Nile.

Elzemhobby disse...

CANDY BABY.

disse...

Olá, querida amiga!
de
___00000___00000_____
__0000000_0000000___
__000000000000000____
___0000000000000____
____00000000000___
______0000000____
________000_____
_________0_____
desejo a você e toda
a sua família ótimos
preparativos,
_________ 00____
___________ 000_
FELIZ NATAL
______________ 00___
_____________ 0___
E PRÓSPERO ANO NOVO
___________ 0
Bjs._______ 0*´¨)
___¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
Dô. (¸.•´(¸.•´

Roberta Granada disse...

Oi , como sempre suas coisas estão maravilhosas,fonte de inspiração, estou passando aqui para te dizer que o meu blog Agulha e Tricot agora cresceu e tem dominio próprio, me visite e diga o que achastes do meu novo site
http://agulhaetricot.com
Beijokas.

wilma disse...

Um Natal abençoado prá vc!
bjosss